Menu

O Programa de Pós-graduação em Parasitologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (ICB) foi avaliado com conceito 7 pela Capes, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, fundação do Ministério da Educação responsável no Brasil pelo reconhecimento e avaliação de cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado profissional, mestrado acadêmico e doutorado).

O resultado final da Avaliação Quadrienal 2017 foi publicado nesta quarta-feira, dia 20 de dezembro, acolhendo as considerações feitas pela coordenação do programa. Eles observaram que alguns aspectos importantes não haviam sido considerados na 1ª etapa da avaliação, cujo resultado foi publicado em setembro (Veja), o que foi reconhecido.

Finalizado o processo de avaliação da Capes, subiu para 5 o número de programas acadêmicos que tiveram suas notas elevadas para um patamar mais alto nesta avaliação, dentre os 13 oferecidos no Instituto. Cerca de 40% do total:

Bioinformática: de 6 para 7
Biologia Vegetal: de 5 para 6
Ecologia: de 5 para 6
Parasitologia: de 6 para 7
Zoologia: de 4 para 5

As notas 7 e 6 reconhecem ao curso o nível de “Excelência Internacional”, e são conferidas apenas a programas que oferecem o doutorado. A nota 5, reconhece o conceito “Muito bom” ao curso e também é a nota mais alta que um curso de mestrado pode conseguir. Cem por cento dos programas de pós-graduação do ICB têm nota entre 5 e 7.

Com esta nota, também, o ICB passa a ter cinco cursos nota 7, ou seja, mais de 50% dos programas do Instituto têm nível internacional. Na média, mais de 40% dos programas de pós-graduação da UFMG têm esse nível de excelência. "Tenho dúvidas se há outro Instituto no Brasil com este desempenho na pós-graduação”, comemora a diretora Andréa Macedo.

Certo do exercício de superação que tal marco exige no contexto atual das Universidades, o professor Marcos Horácio Pereira, coordenador do Núcleo de Apoio à Pós-graduação, faz questão de parabenizar os professores, funcionários e alunos pelo sucesso.

Ele foi seguido por vários outros membros da Comunidade Acadêmica, como foi o caso da pró-reitora de Pós-graduação da UFMG, Denise Oliveira e de seu adjunto, Humberto Stumpf: “Esta nota significa o reconhecimento da qualidade e da excelência do trabalho aí realizado, o reconhecimento do mérito que a UFMG tanto valoriza”, afirmaram.

O PROCESSO

Segundo a Capes, a etapa de análise dos pedidos de reconsideração ocorreu entre 30 de outubro e 17 de novembro. As comissões de área de avaliação tiveram sua composição renovada em 50% dos consultores que participaram na 1ª etapa, seguida pelas relatorias feitas por dois coordenadores de área e análise do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), em reuniões realizadas entre 5 e 8 de dezembro de 2017.

Os relatórios de avaliação, assim como o “Painel Dinâmico de Consulta” com dados gerais da Avaliação, também estão disponíveis no Hotsite: avaliacaoquadrienal.capes.gov.br/resultado-da-avaliacao-quadrienal-2017-2

Para consultar a relação de notas das instituições de pós-graduação brasileiras, clique na modalidade dos programas – acadêmica ou profissional –, e pesquise por Instituição de Ensino Superior e por Área de Avaliação.

Resultado por IES – Programas Acadêmicos
Resultado por IES – Programas Profissionais
Resultado por Área de Avaliação – Programas Acadêmicos
Resultado por Área de Avaliação – Programas Profissionais

 

LEIA TAMBÉM

Capes classifica 100% dos programas de pós-graduação do ICB com notas 5, 6 e 7: https://www.icb.ufmg.br/rss-noticias/1382-capes-classifica-100-dos-cursos-do-icb-com-notas-5-6-e-7

Saiba mais: Mais de 40% dos programas de pós-graduação da UFMG têm excelência internacional

Análise da Pró-reitoria de Pós-graduação da UFMG: Clique para fazer o Download

 

 

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Newsletter

Pesquisar

Topo