Menu

A iniciação científica (IC) é uma modalidade de pesquisa acadêmica desenvolvida por alunos de graduação nas áreas de Ciências Biológicas e Ciênias da Saúde. Os alunos desenvolvem pesquisas nos laboratórios do ICB e são acompanhados por um professor/orientador. Desse modo, o(a) aluno(a) de iniciação científica tem a oportunidade de integrar a equipe de um laboratório e aprender a desenvolver pesquisa, sob a orientação de um orientador. Assim, além do conhecimento adquirido, o(a) aluno(a) pode incluir a experiência em seu Currículo Lattes.

O(A) aluno(a) que deseja ingressar na iniciação científica, precisa primeiramente conhecer a área de pesquisa de seu interesse (Veja: Linhas de Pesquisa e Laboratórios). Depois, entrar em contato com os docentes que desenvolvem pesquisa na sua área de interesse para saber se existe a possibilidade de fazer parte da equipe do laboratório. Alguns laboratórios divulgam a oportunidade nos quadros de avisos do ICB.

Quando há bolsas disponíveis, geralmente, o(a) professor(a) realiza uma seleção  entre os alunos interessados, que é baseada na análise de currículo e entrevista. A bolsa de pesquisa é um auxílio financeiro destinado a alunos de iniciação científica da UFMG. Apesar de serem em número reduzido, conseguir uma bolsa significa participar de um projeto de pesquisa e receber um auxílio para isso. Os principais financiadores de bolsas de pesquisa governamentais são a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, através de seu Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, o PIBIC. A bolsa pode também ser disponibilizadas por agências de fomento estaduais, como a FAPEMIG, e outras fundações de amparo à pesquisa, tal como, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa CONFAP.

Caso não hajam bolsas disponíveis, o(a) aluno(a) de graduação da UFMG, assim como alunos de graduação de outras universidades, podem participar da iniciação científica como voluntário, se inserindo no projeto através dos Programas de Iniciação Científica Voluntária (ICV) do ICB-UFMG.

Para que o(a) aluno(a) consiga um certificado oficial da UFMG de sua participação nos projetos de pesquisa do laboratório é necessário o cadastro do projeto de pesquisa no Sistema de Fomento e a permanência do(a) aluno(a) no Projeto pelo prazo mínimo de seis meses. Essa vinculação é feita antes do início das atividades do(a) aluno(a) no laboratório.

 

 

 

Pesquisar

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Topo