Menu

Noticias do ICB

teste

Portal do Instituto de Ciências Biológicas - ICB Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  1. Aluna do Mestrado em Inovação é premiada na 18ª ERSCP

    assinatura

     

     

    Aluna do Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual, Luana Lott Alves, é premiada na 18ª Conferência da European Roundtable for Sustainable Consumption and Production (ERSCP), evento internacional que envolve a comunidade acadêmica de renomadas universidades.

    Orientada pelo professor Eduardo Romeiro Filho (do Departamento de Engenharia de Produção), Luana recebeuLuana fotoa maior premiação do evento (Best Paper Presentation), com o trabalho “From a manufacturer of wooden games to a Product-Service System company: a case study on Business Model Innovation as a way of improving sustainable aspects of products”.

    O trabalho consiste em um estudo de caso que demonstra como uma empresa conseguiu se tornar mais sustentável com a implementação da metodologia de inovaçãoDesign Thinking.

    Centrada em promover um melhor entendimento das necessidades do usuário, essa metodologia é um processo de pensamento crítico e criativo aplicado para gerar inovação e aprimorar processos.

    No estudo de caso realizado, a metodologia foi aplicada para promover inovação no Modelo de Negócios de uma empresa fabricante de jogos de madeira. Como resultado, a pesquisa desenvolvida constatou que as necessidades dos usuários dos jogos dessa empresa estavam mais no serviço do que no produto desenvolvido. A partir daí, a empresa mudou sua proposta de valores e passou a ofertar Sistemas Produto-serviço, o que aumentou sua sustentabilidade.

    Na conferência, o trabalho foi reconhecido e valorizado pelo viés prático de sua abordagem, que tem grande importância para a área de Sustentabilidade e Inovação. “Uma vez que o trabalho fica conhecido, a atenção dos pesquisadores pode se voltar para o nosso trabalho aqui na UFMG. Então, isso chama a atenção para o Programa de Inovação, por exemplo”, Luana afirma completando que espera que a premiação possa servir de inspiração para os outros mestrandos.  

    ERSCP Society

    AEuropean Roundtable for Sustainable Consumption and Production(ERSCP) é uma associação que organiza e promove atividades voltadas ao consumo e à produção sustentáveis.  Entre essas atividades, estão as conferências realizadas a cada dois anos desde 1994, com o objetivo de promover discussões entre empresas, instituições públicas, universidades, institutos, centros de pesquisa e associações profissionais envolvidos em consumo e produção sustentáveis.

    Em 2017, a Conferência (18ª ERSCP) foi realizada na ilha de Skiathos, na Grécia, entre os dias 1 e 5 de outubro, liderada pela Universidade Nacional Técnica de Atenas.

  2. Proex promove seminário sobre os produtos das ações de extensão

    post face PROEX largeA Proex/UFMG vai promover o seminário Conhecimento diverso: reflexões sobre os produtos das ações de extensão. Aberto ao público interno e externo à UFMG, a atividade, que integra a 27ª Semana do Conhecimento UFMG, acontece na quinta-feira, 19, de 14h  às 17h30, no Centro de Atividades Didáticas II - CAD 2, no campus Pampulha da UFMG (Av. Antônio Carlos, 6627). Serão emitidos certificados de participação, mas é necessário se inscrever pelo formulário eletrônico

    A pró-reitora de Extensão, Benigna Maria de Oliveira, explica que uma das metas prioritárias dessa gestão é consolidar a extensão universitária como um espaço de produção do conhecimento. "Diante disso, uma reflexão sobre os diferentes produtos gerados a partir das ações de extensão e a importância da valorização dessa diversidade pela comunidade acadêmica, que é a proposta do seminário da extensão desta ano, nos parece bastante oportuna".

    Oliveira argumenta que os produtos da extensão vão muito além dos formatos tradicionalmente reconhecidos como artigos, teses, dissertações trabalhos de conclusão de curso, livros. Apresentam diferentes formatos como produtos audiovisuais, tecnologias sociais, cartilhas, jogos, aplicativos e outros. "A Semana do Conhecimento é um fórum privilegiado para que essa  discussão aconteça, pois podemos ampliá-la, envolver estudantes, servidores docentes e técnicos-administrativos e membros da comunidade externa".

    A pró-reitora adjunta de Extensão, Claudia Mayorga acrescenta  que "essa diversidade de expressar o conhecimento produzido por meio das ações de extensão possui grande relevância social, pois possibilita a democratização do conhecimento, tendo maior alcance junto a população".

    Serviço

    Seminário Conhecimento diverso: reflexões sobre os produtos das ações de extensão

    Data: 19 de outubro de 2017
    Horário: 14h às  17h
    Local: Auditório Nobre do CAD 2, Campus UFMG

    14h – abertura com a pró-reitora de Extensão Benigna Maria de Oliveira e a a pró-reitora adjunta de Extensão, Claudia Mayorga

    14h30 – Atividade cultural: Intervenção com o projeto em defesa do afeto: ações pedagógicas e teatrais em escolas estaduais visando à prevenção e ao combate de violência doméstica e familiar.
    Coordenador: André Luiz Freitas Dias - Fafich

    15h – Relatos de experiências

    Projeto Serelepe: brinquedorias sonoras e cênicas 
    Coordenador: professor Eugênio Tadeu Pereira - Escola de Belas Artes

    Programa Participa UFMG - Mariana/Rio Doce
    Palestrantes: Claudia Marcela Orduz (Instituto de Geociências) e Paula Guimarães (Escola de Arquitetura)

    Programa Imagem, canto e palavra no território Guarani e Kaiowá
    Coordenadora: professora Luciana de Oliveira - Fafich

    Projeto Ações Interdisciplinares em saúde do trabalhador
    Coordenadoras: professora Gisele Beatriz de Oliveira Alves e professora Talita N. Rossi da Silva – Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional

    Debatedora: professora Mônica Ribeiro Canhestro - coordenadora do Centro de Extensão do Hospital das Clínicas/UFMG

    17h – encerramento

    (Com Assessoria de Comunicação da Proex)

  3. Encontro de Ciência, Ensino e Cultura do ICB chega à sua terceira edição

    assinatura

     

     

    De 18 a 20 de outubro, será realizado oTerceiro Encontro de Ciência, Ensino e Cultura do ICB, que integra a 26ª edição da Semana do Conhecimento da UFMG. Sua programação conta com palestras, mostras interativas e apresentações artísticas abertas a toda a comunidade que vão ocupar espaços do piso térreo do ICB na parte da tarde e da noite.

    No dia 18, ao meio dia, a abertura solene do evento será realizada pelo diretor em exercício, Carlos Augusto Rosa, seguida de apresentação do Coral Cantáridas, às 13h. E a programação do dia se encerra com a primeira edição do Café com Ciência, das 17h às 19h, que conta com a participação de Ricardo Massensini (do Departamento de Fisiologia e Biofísica) e de Carlos Augusto Rosa (do Departamento de Microbiologia). Os professores convidam a comunidade a participar de uma discussão sobre a produção de cerveja cujo tema central é “Ciência com cerveja”.

    No dia 19, uma apresentação de música abre a programação da tarde, às 12:30h, com a professora Maria Celina Paiva, da Escola de Música. No mesmo horário, será realizada a primeira Mostra Interativa, que vai reunir diversos projetos e produtos inovadores de alunos de pesquisa e de extensão, da graduação e da pós-graduação, e exposições do Museu de Ciências Morfológicas da UFMG.

    A Mostra se encerra às 14h e, às 16:30h, o público é convidado a participar de uma atividade que vai disponibilizar materiais de pintura àqueles que quiserem arriscar ser “Artista por um dia”. Às 17h, quando a atividade se encerra, começa mais um ciclo de palestras do Café com Ciência. Dessa vez, as professoras Giselle Foureaux (do Departamento de Morfologia) e Grace Schenato (do Departamento de Fisiologia e Biofísica) vão ministrar a palestra “Mulheres na Ciência – Inovando com elas”. E o professor Renato Antônio Ferreira, do Instituto de Ciências Exatas da UFMG, vai falar sobre empreendedorismo apresentando possibilidades de interação entre o Departamento de Ciências da Computação e o ICB.

    A programação doTerceiro Encontro de Ciência, Ensino e Cultura do ICBse encerra dia 20 com mais uma tarde de arte e muita ciência. Uma apresentação de dança de salão está marcada para às 12:30h, quando também começa mais uma Mostra Interativa de exposição de trabalhos. Às 16:30h, a professora Maria Celina Paiva faz mais uma apresentação de música. E, meia hora depois, a última edição do Café com Ciência dedica-se à apresentação do programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia (ProfBio) e do Clube de Ciências, com a palestra “A inovação no ensino”, que será ministrada pela professora Cleida Aparecida de Oliveira (do Departamento de Morfologia) e pelo professor David Soeiro Barbosa (do Departamento de Parasitologia).

    Confira abaixo o cronograma de atividades:

    18 DE OUTUBRO (quarta-feira)

    Hora

    Atividade

    Convidado

    LOCAL

    12h30

    Abertura solene

    Prof. Carlos Augusto Rosa

    Piso Térreo ICB

    13h

    V ICB em Obras de Arte

    Coral Cantáridas

    16h30-17h

    V ICB em Obras de Arte

    Quarteto de saxofone

    17h-19h

    Café com Ciência

    “Ciência com cerveja”
    Prof. André Ricardo Massensini – Depto. Fisiologia e Biofísica
    Dra. Luciana Rocha Brandão – Depto. Microbiologia
    Ms. Thelma Tirone Silvério Matos – Depto. Microbiologia

    19 DE OUTUBRO (quinta-feira)

    12h30-14h

    Mostra interativa: Pesquisa, Ensino e Extensão

    Exposição Museu de Ciências Morfológicas

    Exposição “Conhecimento local e pesquisa – ação no quilombo de Pontinha-MG” – Profa. Maria Auxiliadora

    Exposição “Circuito dia da vida: a embriologia no contexto social”– Profa. Gerluza Aparecida Borges Silva

    Exposição “Mesa cirúrgica para realização de cirurgias padronizadas (gerais e odontológicas) em animais de pequeno porte” – Profa. Gerluza Aparecida Borges Silva

    Mostra Interativa: III Mostra da Pós-Graduação, III Mostra de Extensão e III Mostra de Ensino

    Piso Térreo ICB

    16h30-17h

    IV ICB em Obras de Arte

    Artista por um dia no ICB
    Quarteto de saxofone

    Piso Térreo ICB

    17h-18h

    Café com Ciência

    Mulheres na Ciência – Inovando com elas
    Profa. Giselle Foureaux – Depto. Morfologia
    Profa. Grace Schenato Morais – Depto. Fisiologia e Biofísica

    18h-19h

    Café com Ciência

    Empreendedorismo: Possibilidades de Interação entre o Departamento de Ciências da Computação e o ICB
    Prof. Renato Antônio Celso Ferreira – DCC/ICEX

    20 DE OUTUBRO (sexta-feira)

    12h30

    V ICB em Obras de Arte

    Apresentação de dança de salão
    Profa. Karin Birgit Bottger – Depto. Morfologia

    Piso Térreo ICB

    12h30-14h

    Mostra Interativa: Pesquisa, Ensino e Extensão

    Exposição: “Interagir: UFMG e Ensino Médio”
    Profa. Tânia Mara Segatelli/Dep. Morfologia

    Exposição – “O mistério de Marie Rogêt: um jogo investigativo no universo da biologia Forense”
    Profa. Monica Bucciarelli Rodriguez – Depto. Biologia Geral

    Mostra Interativa: III Mostra da Pós-Graduação, III Mostra de Extensão e III Mostra de Ensino

    Piso Térreo ICB

    17h-19h

    Café com Ciência

    “A inovação no ensino”
    PROFBIO: Profa. Cleida Aparecida de Oliveira – Depto. Morfologia
    Clube de Ciências: Prof. David Soeiro Barbosa – Depto. Parasitologia

    Piso Térreo ICB

     

  4. Bioindicadores de qualidade de água é tema de oficina oferecida pelo Laboratório de Ecologia de Bentos

     

     

     

     

    Você sabia que, estudando a biodiversidade que habita no fundo dos rios, é possível avaliar o estado ecológico de suas águas? Esses organismos funcionam como bioindicadores que podem mostrar como as atividades humanas estão impactando um ambiente aquático. E este é o tema da Oficina Bioindicadores de Qualidade de Água, oferecida pelo Laboratório de Ecologia de Bentos, do dia 22 a 24 de setembro, no Ateliê Científico do MM Gerdau (Museu das Minas e do Metal).

    A oficina, que faz parte das atividades promovidas pelo museu em preparação para o 8º Fórum Mundial da Água, irá transformar o Ateliê Científico em uma grande instalação voltada para a temática da água. Lá, serão realizadas brincadeiras, jogos, exposições e dinâmicas educativas abertas ao público interessado.

    O objetivo é desenvolver atividades lúdicas que apresentem reflexões e bases conceituais sobre a importância da qualidade de água, sobre a biodiversidade que vive no fundo de ecossistemas aquáticos e sobre problemas ambientais frequentes, suas causas, consequências e soluções sustentáveis.

    As atividades que serão levadas para o museu nesta oficina são resultado do projeto de extensão Capacitação de Professores e Estudantes em Monitoramento Participativo, que é promovido pelo Laboratório de Ecologia de Bentos em uma parceria com a Gerdau-Biocentro Germinar. Essa parceria desenvolve, há seis anos, ações de educação ambiental voltadas para mais de 50 escolas.

    No projeto de extensão, professores e estudantes são treinados para que realizem o monitoramento das águas de ambientes próximos a suas escolas. “Nesse monitoramento, eles aprendem a avaliar a vida que tem no fundo dos rios como bioindicadora de qualidade de água, que é o que a gente faz no laboratório”, conta Marcos Callisto, coordenador do Laboratório de Ecologia de Bentos.

     

    Mas, afinal, como o estudo da vida em ambientes aquáticos pode indicar a qualidade de suas águas?

    Marcos Callisto explica que existem organismos sensíveis, tolerantes e resistentes à poluição em um gradiente de condições ambientais devido a atividades humanas. Em  ambientes em condições de referência, que são bem preservados, todos esses organismos coexistem. Mas, conforme a degradação dos ecossistemas aumenta devido ao impacto de atividades humanas, organismos sensíveis e tolerantes à poluição não sobrevivem e os resistentes predominam, ocorrendo perda de biodiversidade. “Existe um gradiente de condições ambientais e respostas biológicas a esse gradiente de atividades humanas. Quanto maior a degradação ambiental, menor é a diversidade biológica”, o pesquisador esclarece.

    Marcos Callisto chama a atenção, ainda, para a escassez de água doce de boa qualidade como um risco iminente pelo qual passamos. Diante da constatação de que a água doce acessível corresponde a apenas 0,06% de toda a água do planeta e de que grande parte dela já está poluída, promover ações de educação ambiental torna-se cada vez mais importante.

     

    8º Fórum Mundial das Águas

    Em março de 2018, o Laboratório de Ecologia de Bentos poderá compartilhar suas ações de educação ambiental e conhecimentos técnico-científicos no 8º Fórum Mundial das Águas, evento organizado pelo Conselho Mundial da Água, pelo governo federal e pelo governo do Distrito Federal. “A proposta é que a gente leve a nossa experiência de capacitação e de empoderamento de ferramentas de diagnóstico e monitoramento por escolas como uma experiência de sucesso da universidade junto com a Gerdau, para apresentar no Fórum Mundial”, explica Marcos Callisto.

    O Fórum, que vai mobilizar especialistas, governantes, organizações e toda a sociedade envolvida no tema da água, será realizado pela primeira vez no Brasil. O objetivo é promover discussões, formular propostas concretas voltadas aos desafios relacionados aos recursos hídricos e também propiciar a troca de experiências entre os participantes. 

  5. Biblioteca Universitária realiza treinamentos para uso de base de dados e de gerenciador bibliográfico

    Nesta sexta-feira (06), o Setor de Apoio aos Usuários do Portal Capes na UFMG promoverá treinamentos para uso do gerenciador bibliográfico EndNote Web e da base de dados Web of Science.

    O gerenciador EndNote Web é gratuito e disponível a todos os usuários vinculados às instituições participantes do Portal de Periódicos da Capes. O software permite armazenar, organizar e exportar referências bibliográficas em vários formatos. Além disso, possibilita a inclusão automática de citações e referências na listagem bibliográfica de monografias, teses e dissertações.

    Já a Web of Science é uma base de dados multidisciplinar, disponível via Portal de Periódicos da Capes, que indexa os periódicos mais citados em suas respectivas áreas do conhecimento.

    O treinamento sobre essas ferramentas acontecerá no auditório Aluísio Pimenta, no térreo da Faculdade de Farmácia, das 9h às 12h. Não é necessário se inscrever e o participante, caso queira, pode levar seu notebookpara acompanhar as orientações.

    Saiba mais pelo telefone (31) 3409-4627 ou pelo e-mail setorperiodicoscapes [AT] bu [DOT] ufmg.br.

    (Com Assessoria de Comunicação da Biblioteca Universitária)

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Newsletter

Pesquisar

Topo