Menu

Noticias do ICB

teste

Portal do Instituto de Ciências Biológicas - ICB Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  1. Projeto que estuda fungos na Antártica expõe fotos no ICB

    O grupo de pesquisa em Biodiversidade e Bioprospecção de Fungos do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) abre nesta segunda, 21/8, a exposição de uma série de sete fotografias relacionadas às duas expedições realizadas pelo projeto internacional MycoAntar, que pesquisa a diversidade de fungos da Antártica e sua aplicação em biotecnologia.

    Aberta ao público, das 8h às 18 horas, a exposição será montada no hall da Unidade Acadêmica (Av. Antônio Carlos 6627, bairro Pampulha, em Belo Horizonte. MG).

    O projeto do ICB trabalha em parceria com diferentes universidades e centros de pesquisa no Brasil e também no exterior, de forma a congregar especialistas para o estudo da taxonomia (isto é, da identificação, caracterização e classificação), diversidade, ecologia e biotecnologia de fungos da Antártica.

    MycoAntar integra também o INCT da Criosfera, que tem base na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, de Porto Alegre, e o ProAntar, que é gerenciado pelos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Relações Exteriores (MRE) e da Defesa (MD).

    Mycoantar1MycoAntar5Zona MycoAntar3neutra, o Tratado da Antártica, do qual o governo brasileiro é signatário, determina que a região seja ocupada apenas para pesquisa. Com uma área de 14,4 milhões de quilômetros quadrados, em dimensões a Antártica é o quinto maior do mundo, o mais frio e mais MycoAntar4seco continente da terra. Coberta de gelo e formada por enormes geleiras, as temperaturas médias da região variam entre -30ºC e -65ºC. Além dos pitorescos animais que a habitam, a dura realidade limita as espécies vegetais na região a musgos e líquens.

    Em setembro, as fotos do projeto MycoAntar serão expostas no Espaço do Conhecimento, no circuito Praça da Liberdade, também em Belo Horizonte. 

    As ilustrações desta página não fazem parte da exposição, embora sejam todas do MycoAntar.

     

    Saiba mais sobre o MycoAntar

    http://www.mycoantar.com

    https://www.facebook.com/mycoantar

     

  2. Conservação do solo no Brasil é tema de debate online gratuito

    Durante todo o mês de agosto pessoas interessadas na área de Biologia da Conservação podem participar de discussões online sobre “Uso e conservação do solo no Brasil”. Os participantes também podem dar sugestões e estudar nos materiais disponibilizados no portal que faz parte do 4º Simpósio Brasileiro de Biologia da Conservação.

    Para participar das discussões online, basta fazer um cadastro gratuito no Portal do Pré-simpósio.

    Dentre os temas debatidos estão, a contribuição das florestas para a captura do carbono, a políticas públicas no uso de agrotóxicos e à prática de uma agricultura menos impactante ao meio ambiente. Além desses, outros tópicos relacionados ao uso e à conservação do solo podem ser abordados por indicação do público, segundo Felipe Fonseca, um dos coordenadores do Simpósio.

    Para o ecologista, essa rede de interação online tem o objetivo de tornar o evento mais acessível àqueles que não poderiam participar presencialmente, o que ele considera uma das grandes inovações dessa edição do Simpósio.

    Ao longo do ano, o portal já promoveu discussões sobre conservação de espécies e ecossistemas, gestão de conflitos por profissionais da conservação, e pesquisa e administração de recursos hídricos.

    Os debates online continuam até dezembro, tratando, a cada mês, de um tema diferente. Como resultado, as discussões geradas e os materiais de estudo disponibilizados online serão usados, segundo os organizadores, como base para a elaboração de diretrizes e recomendações para novos rumos da Biologia da Conservação no Brasil.

    Presencial

    Entre 3 e 7 de dezembro, o 4° SBBC (Clique aqui para acessar) conclui sua programação com os encontros presenciais, que serão realizados no campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

    O Simpósio é organizado por uma parceria entre as pós-graduações em Ecologia, em Zoologia e em Biologia Vegetal do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, com a Bocaina - Biologia da Conservação. As ONGs Instituto Prístino e Instituto Biotrópicos também participam.

     

     

  3. Péter Murányi 2018 vai premiar pesquisas inovadoras em Saúde

    Até 22 de setembro o gabinete do reitor estará recebendo a documentação necessária para inscrição ao Prêmio Péter Murányi, que nesta 17ª edição contemplará a área de Saúde. Para participar, os trabalhos devem ser inovadores, ter aplicabilidade prática e serem capazes de melhorar a qualidade de vida das pessoas “situadas abaixo do paralelo 20 de latitude norte”.

    Os organizadores esclarecem que não aceitarão indicações feitas diretamente por pessoas físicas. Elas devem ser feitas por instituições membros do Colégio Indicador, formado a cada nova edição, e do qual participa a UFMG.

    Instituído há 18 anos, o Péter Murányi é concedido anualmente e contempla alternadamente quatro áreas: saúde, educação, alimentação e desenvolvimento científico e tecnológico. Seu objetivo é valorizar e estimular pesquisadores ou instituições, de qualquer parte do mundo, que se destaquem por suas descobertas inovadoras e práticas focadas no desenvolvimento e no bem-estar social das populações em desenvolvimento.

    Em 2014, na 13ª edição do prêmio, quando a área de saúde foi contemplada, o “melhor trabalho científico” foi uma ação conjunta do ICB e da Faculdade de Farmácia. A vacina recombinante contra a leishmaniose visceral, coordenada pelos professores Ricardo Tostes Gazzinelli, do Departamento de Bioquímica e Imunologia, e Ana Paula Salles Moura Fernandes, do Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas, concorreu com outros 134 trabalhos inscritos, e recebeu R$ 200 mil.

     

    Mais informações

    (11) 3873 2887 ou premio2018 [AT] fundacaopetermuranyi [DOT] org [DOT] br

     

    Cronograma

    Envio dos trabalhos indicados - pela Reitoria: Até 30 de setembro de 2017
    Análise pela Comissão Técnica e Júri: Fevereiro de 2018
    Cerimônia de entrega: Abril de 2018

     

     

     

     

    Edital e inscrições

    Prêmio 2018 - Saúde

    http://www.fundacaopetermuranyi.org.br/imagens/download_icon.gifClique aqui para baixar Edital, Regulamento e Formulário de Participação

  4. Ainda dá tempo de se inscrever em disciplinas transversais “especiais”

    student 624x416Prorrogadas até 30 de agosto as inscrições para matrícula nas Disciplinas de Formação Transversal oferecidas pelo Núcleo de Apoio à Pós-graduação (Napg). Além dos alunos de pós-graduação, também podem se inscrever estudantes de graduação da UFMG.

    Para o professor Marcos Horácio, coordenador do Napg, esta é uma oportunidade especial para que os alunos do Instituto e de outras unidades da UFMG possam ter contato com disciplinas imprescindíveis para uma formação acadêmica de excelência.

    São três disciplinas: Bioética (NAP801 - Terças e quintas, das 14h às 17h), Redação de projetos e trabalhos científicos (BIQ837A), Introdução à divulgação científica (NAP802 - Sextas, de 13h30 às 17h40), Produção de vídeos científicos - Pitchs (NAP800 - Dia a combinar, das 8h às 11h30).

    Bioética

    Um dos cursos oferecidos, o de Bioética, será dirigido pela coordenadora do Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal, professora Mônica Levy Andersen. Bioética é um estudo transdisciplinar que envolve as ciências da vida, filosofia e direito e que se volta para analisar questões morais conflituosas e controversas implicadas na prática das ciências da vida e da saúde, a partir do ponto de vista de um sistema de valores proposto pela ética.

    Com aulas previstas para acontecer as terças e quintas, de 14h às 17h, em outubro e início de novembro, a disciplina vai reunir especialistas de diferentes áreas, com o objetivo de apresentar os princípios que norteiam a bioética, os mecanismos de regulamentação legal e de autorregulamentação da atividade de pesquisa, promover a identificação, análise e discussão de temas e situações do dia a dia dos cientistas que suscitam questões éticas.

    Dentre os temas que serão abordados estão valores e princípios em pesquisa, tutoria, impactos ambientais e sociais da ciência, comunicação da ciência a não especialistas, aspectos legais e éticos do uso de animais e seres humanos em pesquisa, métodos alternativos aos animais, propriedade intelectual, formalização de colaboração em pesquisa e acordo internacionais, biossegurança e OGMs, patrimônio genético, e outros temas que podem contribuir com o aprimoramento do trabalho científico.

    Os interessados deverão entregar o formulário de requerimento de disciplina eletiva, com o de acordo do orientador na secretaria do Napg - Sala 70, Bloco F1. O horário de atendimento é de 9h às 11h30 e de 14h às 16h.

     Mais informações: Ementa das disciplinas

     

  5. Evento de microbiologia na UFMG abordará relação entre saúde, ambiente e biotecnologia

    Até o dia 28 de setembro, estudantes de graduação, pós-graduação, profissionais e pesquisadores da área de microbiologia poderão se inscrever no 4º Simpósio de Microbiologia da UFMG, que ocorrerá nos dias 2 e 3 de outubro, no Centro de Atividades Didáticas de Ciências Naturais (CAD 1), campus Pampulha.

    Com o tema Metabolismo microbiano: saúde, ambiente e biotecnologia, o evento tem o objetivo de integrar a pesquisa científica produzida por discentes e docentes, além de proporcionar a troca de experiências e informações científicas.

    Desde 2003, o evento é organizado pelo Programa de Pós-graduação em Microbiologia da UFMG e reuniu, em sua última edição, 530 participantes de diversas partes do país. Para este ano, serão disponibilizadas 600 vagas.

    As inscrições deverão ser realizadas por meio do site da Fundep. Mais informações estão disponíveis na página do Simpósio.

    (Com Agência de Notícias)

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Newsletter

Pesquisar

Topo