Menu
245618359 2068383476646168 4783737164217686901 n.jpg11

neste segundo semestre de 2021 será ministrada pelo professor Francisco Barbosa, do Instituto de Ciências Biológicas. O evento integra as atividades de recepção dos calouros pelo reitor em exercício professor João Alberto de Almeida, decano do Conselho Universitário, nesta quarta-feira, dia 13 de outubro, às 9 horas. Após a solenidade haverá apresentação de quatro corais de diferentes unidades da UFMG.

A atividade vai dar as boas-vindas da instituição e bater um papo sobre sustentabilidade pelo canal da Coordenadoria de Assuntos Comunitários (CAC) no YouTube: https://www.youtube.com/cacufmg

“A recepção aos calouros da UFMG é um ótimo momento para falar de sustentabilidade e apresentar as diferentes visões que a Universidade oferece sobre esse tema fundamental e atualíssimo, dentro e fora da academia”, afirma o professor Francisco Barbosa, do Departamento de Genética, Ecologia e Evolução do ICB. Ele vai ministrar a aula inaugural "Universidade sustentável: que história é essa?"

Na aula, Barbosa promete mostrar por que não se pode mais negligenciar questões como as mudanças climáticas. Para isso, fará uma exposição com abordagem ampla, mas também técnica o suficiente para demonstrar por que sustentabilidade é assunto prioritário no debate nacional e internacional. “Vou mostrar dados e exemplos que comprovam que não há mais como negligenciar questões como as mudanças climáticas”, anuncia o biólogo cuja trajetória de pesquisa tem sido dedicada à ecologia e à limnologia (estudo das águas interiores).

Na Amazônia estão 22% das espécies de árvores e 14% das aves conhecidas – esses são alguns números que vão aparecer nas telas da aula de Francisco Barbosa, que vai discorrer sobre a riqueza da biodiversidade e explicar o significado da ameaça à sobrevivência do ecossistema. O professor e pesquisador vai abordar ainda a grave crise hídrica que inquieta hoje o Brasil, a relação de causa e efeito do desequilíbrio ecológico com as pandemias e a interdependência entre sociedade, economia e ambiente.

“Um princípio crucial para nossa relação com a natureza é que a satisfação de nossas necessidades presentes não pode comprometer as gerações futuras”, diz Francisco Barbosa. Ele acrescenta que, para garantir a saúde do planeta, é preciso investir em ciência e buscar soluções baseadas na natureza, como ecotecnologias destinadas, por exemplo, ao descarte sustentável dos resíduos gerados pelas atividades humanas.

Em sua mensagem aos calouros, Francisco Barbosa vai defender um modelo de educação que respeite e escute os estudantes e que seja transdisciplinar. “O mundo é transdisciplinar”, enfatiza o professor. “Cada uma das áreas do conhecimento tem sua contribuição, e elas precisam dialogar. A sustentabilidade é um tema sobre o qual devemos despertar a curiosidade e o interesse de alunos de todos os cursos.

 

(Com Itamar Riqueira Jr, Cedecom UFMG. Foto: Acervo pessoal do prof. Francisco Barbosa ICB UFMG)

Pesquisar

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Topo