Menu

stockvault boxer dog lying down131801Um cão da raça boxer, em convívio com uma família com casos confirmados de covid-19, foi detectado como positivo ao novo coronavírus no munícipio de Belo Horizonte.

A informação foi dada pelo professor David Soeiro, do Laboratório de Epidemiologia e Controle de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na tarde desta segunda-feira, dia 22 de fevereiro de 2021.

De acordo com o professor, que coordena o projeto em Belo Horizonte, os resultados reforçam a ideia de que os pets podem ser contaminados no convívio com os humanos, e não o inverso. Logo, destaca-se a importância de usar a máscara e manter distanciamento dos animais de estimação. 

Até o momento onze animais já foram identificados como positivos para o novo coronavírus, o que foi noticado aos órgãos oficiais, como o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Organização Mundial de Saúde Animal. Até o momento foram diagnosticados um gato (Cuiabá-MT), quatro cães e um gato (Curitiba-PR), dois gatos (Região Metropolitana do Recife-PE), um cão e um gato (Campo Grande-MS) e um cão em Belo Horizonte-MG.

Os laudos laboratoriais foram emitidos pelo Laboratório Tecsa Saúde Animal e, em Belo Horizont, também colabora nessa testagem o Laboratório de Virologia Molecular, coordenado pelo professor Renato Santana de Aguiar, do Departamento de Genética, Ecologia e Evolução do ICB UFMG.

Os animais testados nacionalmente fazem parte do projeto de pesquisa multicêntrico financiado pelo CNPq e Ministério da Saúde intitulado “Estudo multicêntrico para a vigilância de SARS-CoV-2 em animais de companhia com interface à Saúde Única (PetCOVID-19 Study)”, que possui como objetivo geral a promoção da vigilância de SARS-CoV-2 em animais de companhia do Brasil.

Segundo David Soeiro, nesta pesquisa são incluídos animais de companhia cujo tutor esteja em isolamento domiciliar, com diagnóstico laboratorial confirmado para SARS-CoV-2 por RT-qPCR ou resposta imunológica apenas por IgM (caracterizando doença ativa), até sete dias da data do diagnóstico, residente em uma das seis capitais: Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Recife (PE), São Paulo (SP) e Cuiabá (MT).

"Os tutores ou familiares voluntários recebem um termo de consentimento livre e esclarecido e questionário de televigilância, a fim de determinar as características ambientais e outros fatores associados à infecção nos animais", explica o professor do ICB. Para análise da transmissão de SARS-CoV-2 entre humanos e seus animais, serão coletadas amostras biológicas com intervalo médio de sete dias. Os resultados dos testes são o mais brevemente possível informados aos tutores / familiares através de contato telefônico e pela emissão de laudo eletrônico, que será enviado por e-mail ou aplicativo de comunicação.

O pesquisador esclarece ainda que levando-se em conta os relatos sobre a detecção de SARS-CoV-2 em animais e a grande proximidade entre pessoas e seus animais de estimação, principalmente cães e gatos e em território brasileiro, "é importante esclarecer aspectos da história natural da doença, como o possível ciclo zooantroponótico, sempre em consonância com os preceitos do Sistema Único de Saúde e da Saúde Única, que prega a indissociabilidade entre saúde humana, animal e ambiental".

PROJETO SEGUE EM BUSCA DE VOLUNTÁRIOS

"Quem se enquadrar nas condições de participante da pesquisa fazer contato pelo email

SERVIÇO

O QUÊ: Oportunidade de tutores positivos testarem gratuitamente seu animal de companhia para SARS-CoV-2 por swab e sorologia.

ONDE: Nas seis capitais estaduais incluindo Curitiba, Campo Grande, Belo Horizonte, São Paulo, Recife e Cuiabá.

COMO: Informações e contato pelo e-mail .

LEIA TAMBÉM

Estudo nacional com participação do ICB UFMG vai testar gratuitamente covid-19 em cães e gatos de Belo Horizonte - (20/20/2020)

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Prof. David Soeiro Barbosa - Laboratório de Epidemiologia e Controle de Doenças Infecciosas e Parasitárias do
Departamento de Parasitologia do ICB UFMG - 

 

 

Atualizada às 19h35, de 22/02/2021. Imagem meramente ilustrativa por Freepik.com

Pesquisar

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Topo