Menu

cartaz.semana.fogoCLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR Semana do Fogo reúne diversos setores da sociedade para buscar soluções científicas e autossustentáveis

Começa em 10 de agosto, no Dia do Fogo, e vai até a quinta, 12, um ciclo de debates on-line em torno de temas relacionados a queimadas, incêndios e destruição do meio ambiente, de forma geral, no Brasil. A Semana do Fogo está com inscrições abertas, gratuitas, pelo Sympla.

Organizado pela equipe Tatú’Queimano e pelo Diretório Acadêmico de Ciências Biológicas da UFMG, a proposta do evento é botar fogo nessa discussão e buscar soluções que permitam um desenvolvimento realmente bom para todos, não predatório e que preserve os recursos naturais e a vida de forma mais próxima e plena.

Luis.Pedro.DrummondLuìs Pedro Drummond, do Tatu'Queimano: busca de pautas ambientais para enfrentar situações críticas“Trata-se de uma fagulha de mudança nas pessoas que, ou estão muito desesperadas para mudar ou ainda não perceberam a situação crítica que estamos vivendo”, avisa Luís Pedro Drummond (foto), idealizador do evento e aluno do último ano de Ciências Biológicas.

“Em última análise, pode-se sintetizar a ideia como uma busca por definir pautas ambientais junto com diferentes grupos, não só da Universidade. Outros pensadores, ativistas e cidadãos preocupados com aquilo que enxergam no passado e imaginam para o futuro dos biomas brasileiros”, avalia a representante do Diretório Acadêmico de Ciências Biológicas, Joana Morais.

CONSCIENTIZAÇÃO

Eles contam que tudo surgiu da preocupação sobre o que se poderia fazer para conscientizar as pessoas sobre formas de melhor enfrentar o período de pico das queimadas no Brasil, de agosto a outubro. Em contato com o Diretório Acadêmico de Ciências Biológicas, foi criada a equipe “Tatú’Queimando” - ou “Está tudo queimando”, na tradução do “dialeto mineirês”.

Ana.ElisaAna Elisa Fiqueiredo: a Semana do Fogo é uma opção para construir algo ideal, equitativo e democráticoE imbuído dessa visão, o evento cria o ambiente para a análise e propostas de convidados de diversos campos de ação e realidades: cientistas e professores universitários envolvidos diretamente em pesquisas sobre ecologia do fogo, monitoramento ambiental e recuperação de áreas degradadas; junto com profissionais da área de educação ambiental; representantes de comunidades dos locais atingidos pela destruição ambiental; e grupos do Campo, como o Movimento Sem Terra (MST), Via Campesina e o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB); além de servidores de órgãos de análise ambiental governamental.

“A mudança nessa área precisa ser no sentido da construção de algo ideal, equitativo e democrático. Por isso, há necessidade de um evento assim, integrado, com diversas áreas da sociedade”, conclui Ana Elisa Figueiredo (foto), também do Diretório Acadêmico e da comissão organizadora da Semana do Fogo, do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.

SERVIÇO

Semana do Fogo ICB UFMG
De 10 a 12/08 – 17 horas

Endereço da Plataforma de transmissão será informado na Inscrição

10/08 - Dia dos acadêmicos
O Fogo está acontecendo: e agora?
Renata Libonati (UFRJ), Fernando Silveira (UFMG), Giliane Trindade (UFMG) e Tiago Shizen (UFMG)
A discussão será voltada para o conhecimento científico que temos atualmente em ecologia do fogo, preservação ambiental, restauração de ambientes degradados, monitoramento ambiental e vigilância epidemiológica para mitigar as consequências da destruição de biomas.

11/08 - Dia das vivências
O Fogo aconteceu: como passar por isso?
Fernanda de Oliveira, do Movimento Atingidos por Barragens; Cláudia Pinho, da Rede de Comunidades Tradicionais Pantaneiras; Márcia Marques, do SOS Mata do Havaí; e Beto Palmeira, da Via Campesina.

12/08 - Futuro integrado
O Fogo vai acontecer: o que fazer?
Karina Berbert (UNICAMP), Samuel Costa, do Movimento Sem Terra, Eugênia Batista (UFMG), Ubirajara de Oliveira (UFMG) e Christian Berlinck (ICMBio).

INSCRIÇÕES
Acesse o Sympla (é gratis): https://www.sympla.com.br/semana-do-fogo__1273242

MAIS INFORMAÇÕES

Email:

Instagram: @tatu.queimano e @d.a.bio.ufmg

 

 

Pesquisar

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Topo