Menu

tomazaroldo

Velório remarcado para entre 10h30 e 11h30, no saguão da Reitoria da UFMG.

Comunicamos, com enorme pesar, o falecimento do professor emérito Tomaz Aroldo da Mota Santos, aposentado no departamento de Bioquímica e Imunologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG. O professor Tomaz, como era chamado, foi pro-reitor de extensão (1984-1986), primeiro reitor negro da história da UFMG (1994-1998), duas vezes diretor do ICB (1990 a 1994 e de 2010 a 2014).

Em 2014, aposentou-se compulsoriamente e, em seguida, foi convidado pelo Ministério da Educação para ser reitor da Universidade da Integração Luso-Afro-Brasileira (Unilab), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, com sede na cidade de Redenção, no Ceará. Em março de 2015 recebeu o título de professor emérito do departamento da UFMG, em solenidade lotada no Auditório da Reitoria.

O velório será amanhã, dia 19 de jnho de 2020, das 10h30 às 11h30, no saguão da Reitoria da UFMG, na Pampulha. Em razão da situação pandêmica e da adoção de necessárias medidas sanitárias, será dada prioridade à família. A presença de pessoas no local está limitada a, no máximo, 10 pessoas de cada vez. Medidas sanitárias de distanciamento social e cuidados de higiene terão de ser adotados com muito cuidado e rigor.

Cumprimentos deverão ser evitados, e pessoas com sintomas de doenças respiratórias não devem comparecer ao velório.

O sepultamento ocorrerá a partir das 11h30, o que será, devido à pandemia de covid-19, restrito a familiares.

O ICB se solidariza com os familiares e amigos por esta enorme perda. “Temos certeza que suas ideias e gestos irão sempre continuar a nos inspirar e a permear nossas atitudes”, afirma a professora Élida Rabelo, vice-diretora do Instituto.

LEIA documento com orientações sobre como participar do Velório com mais segurança.

VIDA DE REALIZAÇÕES

O professor Tomaz Aroldo era graduado no curso de Farmácia e Bioquimica pela UFMG (1968). O Doutorado em Bioquímica e Imunologia veio em 1975, também pela UFMG, e o Pós-Doutorado entre 1986 a 1988 pelo Institut Pasteur, de Paris. Posteriormente, entre 1998 a 1999, foi Professor visitante do Instituto Gulbenkian de Ciência – IGC em Portugal. Também foi vice-presidente e presidente da Associação dos Dirigentes de Instituições de Ensino Superior (ANDIFES), em 1995 e em 1997, respectivamente. Como Pro-Reitor de Extensão, merece destaque a criação do primeiro curso de alfabetização para Jovens e Adultos- EJA na UFMG, ao lado da criação de um programa de educação continuada para servidores da UFMG, o qual inclui a alfabetização e cursos sequenciais.

MANIFESTAÇÕES

“A morte do professor Tomaz representa uma grande perda para a toda a comunidade da UFMG e para o Brasil. Tomaz foi uma das maiores lideranças da história da Universidade e uma inspiração constante para todos nós. (...) (Era enorme) sua capacidade de aceitar novos desafios. Tanto que, em 2014, logo após a sua aposentadoria, ele assumiu a direção da Unilab, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira. Tomaz é dessas pessoas insubstituíveis. Fará muita falta, ainda mais neste momento tão difícil que atravessamos”.
Sandra Regina Goulart Almeida - Reitora da UFMG

"O professor Tomaz Aroldo sempre foi um exemplo para nós, estudantes, cientistas e dirigentes. Atualmente como diretor, eu sempre me lembrava de suas palavras a respeito de como administrar uma instituição com competência, ética e respeito ao próximo. Era curioso como ele desenvolveu habilidades, aliadas a uma sensibilidade tal que lhe permitia ser percebido como coerente e reto até mesmo pelas pessoas que porventura pudessem não concordar com suas opiniões. Coerência era uma das palavras que poderiam defini-lo. Um modelo ainda mais relevante em tempos atuais".
Carlos Augusto Rosa - Diretor do ICB

"O ICB e a UFMG estão de luto! Perdemos o nosso querido Professor emérito, Diretor, Reitor e principalmente amigo, Tomaz da Mota Santos. Inspirador de muitas gerações pelas suas idéias e gestões inovadoras. Principalmente porque representava algumas minorias que mais do que nunca necessitam de ações afirmativas. Nordestino e negro, oriundo de família com poucos recursos financeiros, o Professor Tomáz, contava emocionado que ensinou sua mãe a ler. Baseado neste e em outros fatos, se preocupou muito com as politicas de inclusão e equidade dentro da UFMG. Criou o primeiro curso de alfabetização para Jovens e Adultos - EJA na UFMG e e um programa de educação continuada para servidores da UFMG, incluindo a alfabetização e cursos sequenciais"
Élida Rabelo - Vice-Diretora do ICB

"Estamos de luto. Perdemos o nosso ilustre e querido Professor emérito, Diretor, Reitor e principalmente amigo, Tomaz Aroldo da Mota Santos. Inspirador de muitas gerações por suas ideias vanguardistas e gestões inovadoras. Impossível não se deixar contaminar com seu incansável trabalho no acolhimento e inclusão das minorias, mais do que merecedores de justas ações afirmativas. Nordestino e negro, oriundo de família com poucos recursos financeiros, soube trazer experiências pessoais, além de outras marcas tristes de nossa história, sempre se ocupando com as políticas de inclusão e equidade dentro da UFMG. Muito paciente dizia algo como: O consenso tem seu próprio tempo, não dá para apressá-lo, mas creia-me é sempre melhor construir o consenso do que votar. Agora, estamos de luto e com nossos corações apertados e, assim, nos unimos, na dor e na saudade, à Yara, Ernesto, Pedro, Daniel e aos seus familiares e amigos. Resta o conforto de que Tomaz não foi por inteiro: suas ideias e gestos ficaram conosco, a nos inspirar e permear nossas melhores atitudes".
Andréa Macedo - Professora do Departamento de Bioquímica e Imunologia e ex-Diretora do ICB

"Recebemos a informação do falecimento do professor Tomaz com profundo pesar. Em seu discurso de emerência, em março de 2015, ele disse, sobre sua trajetória: “Meu empenho foi indispensável, mas eu não me fiz sozinho. Muito devo à educação pública. Viva o povo brasileiro”. Infelizmente ele não receberá as honras devidas aos reitores da UFMG, mas tenho certeza que estará em nossos pensamentos. O honraremos a distância. Aqueles que o conheceram e foram tocados por sua generosidade, sabedoria e conhecimento da Universidade não o esquecerão jamais. Nossa solidariedade à Profa. Iara, sua esposa, e a seus filhos e netos"
Jader Cruz - Chefe do departamento de Bioquimica e Imunologia do ICB

"Tomaz foi um grande Ser Humano! Grande Inspiração para todos/as os/as que amam a Vida!"
Tarciso Vago Filho - Professor Titular do Departamento de Educação Física da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional e Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da UFMG

"É com pesar que recebo o comunicado do falecimento do Prof. Tomaz Aroldo da Mota Santos, de cuja gestão profícua como Reitor tive o prazer e a honra de fazer parte. O Reitor Tomaz sempre terá seu nome gravado na história desta Instituição, pelo legado relevante de conquistas e avanços importantes dos quais foi propulsor, bem como pelo seu lado humano, da simpatia, atenção e carinho com que tratava a todos e a todas. Meus sinceros sentimentos à família e ao Instituto de Ciências Biológicas"
Cristina Augustin - Diretora do Instituto de Geociências (2006-2000) e Pró-reitora de Graduação (1996-1998 e 2002-2005).

"Com imenso pesar recebi a noticia de falecimento do Prof. Tomaz. Meu primeiro chefe na UFMG, proporcionou-me grande aprendizado tanto na esfera profissional quanto na pessoal. Sempre de tratamento muito polido, nos dava uma aula a cada discurso. Diariamente demonstrava seu apreço pela Universidade. Descanse em paz Prof. Tomaz. Que Deus conforte toda família"
Vinicius Schiavoni - Superintendente Administrativo do ICB

"Era um ser especial, de alma nobre. Amigo dedicado e professor que amava a arte de ensinar. Paciente para ouvir, com grande consciência cidadã e defensor da democracia. Foi meu orientador de mestrado nos anos 80, onde se dispunha a sentar com os alunos do laboratório para falar sobre a importância das universidades públicas para a sociedade brasileira. Quando diretor do ICB, trabalhei muito próxima dele. Com sua visão inovadora implementou novo modelo de gestão administrativa no ICB com a criação de Gerências para apoiar a diretoria do ICB, valorizando assim o trabalho dos técnico-administrativos na gestão. Quando se despedia nos e-mails que trocávamos era sempre "abraço fraterno". A ideia de ser humano como seres fraternos/irmãos sempre fez parte de suas falas e práticas cotidianas. Yara, Pedro, Daniel, Ernesto e demais familiares recebam meu abraço carinhoso e saibam que ele estará sempre presente nos iluminando. Grande perda... certamente um dos maiores nomes da UFMG: Tomaz Aroldo da Mota Santos. Viva Tomaz!"
Aparecida Campana - Gerente de Resíduos e Biossegurança

"Fui surpreendida pela triste e inesperada notícia da perda do Tomaz! Fomos companheiros próximos durante os quatro anos de nossa gestão à frente da Diretoria do ICB, dos quais permanecem frequentes lembranças e grandes aprendizados. Espero que Deus dê conforto a todos os familiares neste momento de grande tristeza, e que o Tomaz descanse em paz. Grande e afetuoso abraço à família."
Janetti N. Francischi - Professora aposentada do departamento de Farmacologia, vice-diretora do ICB na segunda gestão de Tomaz (2010-2014)

Estou muito triste com esta notícia da morte do Prof. Tomaz! Embora as nossas diferenças com o mesmo enquanto gestor, era um homem do diálogo respeitoso, do debate em alto nível, da educação e delicadeza no trato com as pessoas! Esta notícia do falecimento do professor Tomaz é surpreendente e lamentável ! Perdemos todos uma grande pessoa, uma referência de um pesquisador que prezava a ciência, a educação, e de um cidadão que amava de fato a democracia! Uma grande perda neste nosso difícil momento!"
Neide Dantas - Servidora TAE da UFMG, jornalista, coordenadora geral do SINDIFES

"Lamento muito pela morte do Prof. Tomaz. Embora tenhamos tido diferenças em sua ultima passagem como diretor do ICB, sempre tivemos boa relação. Ele era cohecido por muitos como sendo solidário e humano em questões pessoais e não se negava a ajudar. Foi nosso único Reitor Negro, eleito democraticamente pela comunidade da UFMG, defensor da Democracia e sempre presente nas manifestações em defesa da Educação e contra os retrocessos"
Kayla Veruska Lopes da Silva . Servidora TAE, membro da Congregação do ICB e do Conselho Universitário da UFMG

"Quando entrei no ICB tive a satisfação de conhecê-lo . Tenho por ele muito carinho e as melhores lembranças .Excelente pessoa . Fui muito acolhida por ele . Que Deus o receba em grande alegria"
Denise Márcia Figueiredo Monteiro - Servidora TAE do departamento de Botânica do ICB

"Tive a honra de participar, junto com outros companheiros e companheiras, do comitê de campanha da chapa Tomaz e Jacyntho para a Reitoria. Foram dias exaustivos de muita discussão, aprendizagem e trabalho. No dia da eleição para o segundo turno (a chapa concorrente era o do Ronaldo Pena), além da campanha, fiscalizamos a apuração madrugada a dentro e saímos de lá exaustos mas vitoriosos com o dia já clareando. Tive também a honra de integrar o colegiado da CPPTA indicado pelo Tomaz. Foi a única vez que integrei um colegiado da UFMG por indicação e não tenho nenhum arrependimento em relação a isso. Foram tempos difíceis pois a gestão coincidiu com o primeiro mandato do FHC, em que tudo mudava da noite para o dia, através de portarias, mps, normativas, além das reformas e contingenciamentos, o que exigia um enorme esforço e resistência todos. Por isso e outras coisas, esse adeus é mais sentido. Abraços fraternos companheiro Tomaz. Vai com Deus."
Arthur Schlunder Valle - Servidor TAE aposentado, ex-presidente da antiga CPPTA, ex-coordenador da CIS e ex-coordenador do SINDIFES por duas gestões.

"O Prof. Tomaz nos deixa grandes exemplos, mas creio que a maior aprendizagem que ele sempre transmitiu, foi a de que o exercício da missão de professor, pesquisador e de gestor, deve ser apoiado na sabedoria e no conhecimento, mas sem nunca abrir mão da delicadeza! Tive grande satisfação de conviver com ele durante seu reitorado na UFMG, enquanto pró-reitora adjunta de pesquisa e, pela amizade e convivência durante a vida universitária, fui convidada por ele para saudá-lo, quando recebeu o título de Professor emérito. O que fiz com grande satisfação e carinho. Tenho certeza de que seus exemplos continuarão a inspirar várias gerações desta Universidade, da qual ele foi parte do que podemos dizer "a alma da Instituição" e, como tal, deixa uma marca vibrante e indelével. Minha solidariedade à família do Prof. Tomaz, pela qual tenho grande apreço".
Maria Elena de Lima - Professora aposentado do Departamento de Bioquímica e Imunologia, ICB

"Com profundo pesar recebo a notícia do passamento do nosso professor Tomaz Aroldo da Mota Santos, um grande amigo, um homem que eu vi galgar, sempre com galardia, passos firmes e fortes, o sucesso que planejou e fez por merecer. Tenho certeza de que técnico-administrativos, docentes e discentes estão órfãos de um grande entusiasta da trilogia "Ensino, Pesquisa e Extensão". Prof. Tomaz, valeu! Descanse em paz!
Darcy Santos - Servidor TAE, Prêmio Fundep 2008

"A Escola de Engenharia lamenta profundamente a perda do nosso querido Reitor Tomaz Aroldo da Mota Santos. Tive a grata oportunidade de convívio com o Tomaz no Conselho Universitário quando ele era Diretor do ICB tendo aprendido muito com a sua serenidade, humildade e visão da vocação inclusiva da UFMG. Também nunca me esquecerei da emocionante e concorrida cerimônia em que ele recebeu o merecido título de Professor Emérito da UFMG"
Cícero Murta Diniz Starling - Diretor da Escola de Engenhariada UFMG

 

 

(Atualizada às 08h25, de 19/6/2020)

Pesquisar

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Topo