Menu

Aedes aegypti CDC Gathany

O vírus da zika foi encontrado em carcaças de macacos nas cercanias de São José do Rio Preto (SP) e de Belo Horizonte. Esses macacos haviam sido mortos a tiros ou pauladas pelas populações locais, quando se suspeitou que pudessem estar acometidos por febre amarela. Não estavam, mas a infecção por zika fez com que adoecessem e se tornassem mais vulneráveis ao ataque humano.

O vírus da zika já havia sido encontrado em macacos habituados à presença humana no Ceará. Mas agora é a primeira vez em que ele é claramente identificado no contexto da epidemia. 

Os pesquisadores analisaram carcaças dos animais e verificaram que estavam infectadas pelo zika, tanto em São José do Rio Preto como em Belo Horizonte. O sequenciamento completo mostrou que o vírus era muito parecido com aquele que estava infectando os humanos. Mais uma evidência foi o fato de que, nos locais onde foram encontradas as carcaças, os pesquisadores coletaram, na mesma semana, mosquitos infectados por zika.

Leia o restante da matéria em: Descoberta de vírus da zika em macacos sugere que doença pode ter também um ciclo silvestre no Brasil

(Mídia é uma tentativa da ACbio de reunir notícias sobre o ICB)

*Imagem: Wikimedia Commons

 

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Newsletter

Pesquisar

Topo