Menu

 

Design sem nome 5

Os professores Istefani Carísio de Paula (UFRGS) e Carlos Eduardo Sanches da Silva (UNIFEI) desenvolveram atividades com estudantes do Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual, sediado no ICB, e das quais participaram também alunos de outros programas de graduação e de pós-graduação da UFMG.

Com recursos do Programa de Apoio aos Mestrados Profissionais, da Pró-reitoria de Pós-graduação da UFMG, a proposta e organização das atividades didáticas ficaram a cargo do professor Raoni Barros Bagno, da Escola de Engenharia da UFMG e sub-coordenador deste mesrrado profissional, que reúne professores de várias unidades da UFMG.

Os três professores são membros do Instituto de Inovação e Gestão de Desenvolvimento de Produtos, IGDP, cuja missão é apoiar o desenvolvimento e disseminação de conhecimentos sobre Gestão de Desenvolvimento de Produtos e Inovação. Formado por pesquisadores, profissionais de empresas públicas e privadas, entidades governamentais e não-governamentais, o IGDP é a maior comunidade voltada para o desenvolvimento de produtos e inovação do Brasil.


MELHORIA GERENCIAL
A semana iniciou com o seminário sobre Lean Healthcare, na Escola de Engenharia, quando Istefani apresentou sua experiência na melhoria gerencial de processos relacionados à atenção primária de saúde por meio do Lean, conceito conhecido na indústria de manufatura por seus relevantes resultados na redução de desperdícios e ganhos de eficiência nas organizações.

Segundo os organizadores, o Lean pode ser aplicado em vários outros contextos, como no caso da saúde. A professora rmtambem falou de sua experiência prática com projetos realizados em hospitais da região de Porto Alegre.

O debate contou com a presença de Lin Chih Cheng, membro fundador do IGDP e reconhecido por sua contribuição na trajetória brasileira da qualidade e inovação. Participaram ainda representantes da Rede Mater Dei de Saúde, ACMinas e Fundep.

POSSIBILIDADES E TÉCNICAS
Na manhã de terça-feira, Carlos Sanches ofereceu uma oficina de bibliometria para alunos da pós-graduação. Ele discutiu conceitos, possibilidades e técnicas de medição de produção científica especializada e busca bibliográfica.

Na sequência, houve atividades práticas com o R-Studio (equipado com o módulo Bibliometrics), que segundo os organizadores trata-se de um avançado software de livre distribuição e uso em pesquisa. Os participantes também puderam experimentar diversas funcionalidades e debater formas de enriquecer seus trabalhos de pesquisa com a nova ferramenta.

Nas tardes dos dias 3 a 7 de dezembro, período em que o evento foi realizado, o Curso de Gestão de Projetos de Inovação, reuniu não só estudantes do mestrado profissional, mas também alunos e professores ligados a graduação e a pós de várias unidades.Essa diversidade permitiu a realização de atividades práticas com equipes bastante multidisciplinares, o que contribuiu ainda mais para o sucesso da iniciativa. 

Com atividades práticas e debates intercalados com exposições teóricas e atividades extraclasse, o curso trabalhou a abordagem ágil de gestão de projetos aplicada ao contexto da geração de produtos inovadores, que mesclam hardware e software em sua composição.

No módulo posterior, conceitos e técnicas consolidados na tratativa de projetos de alta complexidade foram discutidos à luz das demandas sociotécnicas das equipes de projeto e da própria sociedade.

Atividades complementares realizadas ao longo da semana seguinte completaram a,  para sedimentar as discussões e conceitos nos quais ficaram imersos ao longo do trabalho presencial.

Mais informacoes: Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual
(31) 3409 2920.
https://sites.icb.ufmg.br/pginovacao/

(Redação: Comunicação MPI-TPI)

Facebook Twitter YouTube Flickr SoundCloud

Newsletter

Pesquisar

Topo